05/11/2015

PáF: 25 de Novembro, a cortina que esconde a nostalgia do tempo da outra senhora...

Claro, é uma espécie de democracia de há longa data, corporativa, só para castas de grande lata... 

PSD e CDS-PP propõem evocação do 25 de Novembro no Parlamento

Onde é que já vi este filme? Soft, dizem... Então o programa? E as promessas? Mais uma vez, não foi preciso esperar muito para relembrar o refrão popular: apanha-se mais depressa um mentiroso do que um coxo... 

Governo prolonga medidas de austeridade, em versão mais soft

Nervosos, raivosos, mesquinhos, com as suas televisões, os seus jornais, os seus vendedores de banha da cobra, os seus comentadores de lixo, os seus apóstolos do pensamento único que não pensam nada, que não valem nada, que não servem para nada a não ser poluir o ambiente, com o fedor que exalam quando abrem as fauces maquilhadas de fel, tudo farão na sua cruzada pela destruição do pouco que ainda resta ao país. Morrerão gordos e balofos depois de tanto dobrarem a espinha aos seus amos, depois de saborearem o caviar efémero nas botas lambidas aos senhores. Apesar da pressa mercantilista num quadro existencial ao revés - ó tempo, volta para trás -, o relógio se encarregará de os colocar no sítio a que pertencem, nos esgotos putrefactos da história.   

Contrato de venda da TAP deverá ser assinado ainda esta semana

Assim sempre poderão dizer que alguns pensionistas foram bem tratados...