07/07/2015

"Esta é a ditosa língua, minha amada"

"Eu dedico este prémio a uma entidade que é para mim pessoalíssima, à Grécia, cuja voz ainda paira sobre as nossas mais preciosas palavras, entre as quais, quase intacta, a poesia. Dedico à Grécia, sem a qual não teríamos aprendido a beleza, sem a qual não teríamos nada ou, no dizer da Doutora Maria Helena da Rocha Pereira, "não seríamos nada".    
ζουν Ελλ?δα , zoun Elláda, viva a Grécia."
Hélia Correia, Prémio Camões 2015
Texto completo aqui.