18/03/2015

Contra o BCE, como membro da troika, que, apesar de não ter sido democraticamente eleito, mina o trabalho do Governo grego. Queremos que as políticas de austeridade terminem

Enquanto o povo grego luta contra a pobreza provocada pela troika, um dos representantes pelo austericídio neo-liberal - BCE - inaugura uma nova sede, gastando cerca de 1.200 milhões de euros tão necessários à luta contra a fome nos países europeus. É contra o radicalismo criminoso dos austericídas que milhares de cidadãos hoje se manifestam em Frankfurt.

Confrontos entre manifestantes e polícia na inauguração do novo BCE