13/05/2013

"Uma História" de Edward Bond

Era uma vez um homem rico.
Para enriquecer ele fez coisas más.
Roubou um caixote do lixo a uma velhinha e depois vendeu-lho
com um dispositivo anti-roubo.
Emprestou dinheiro e fez com que os homens que pediram
emprestado pagassem o dobro. 
Ele produziu trabalho pobre e tirava metade do que eles ganhavam
e então eles pagavam-lhe para os manter pobres.
Mas não se importava: ele era rico.
Apenas uma coisa o preocupava.
No fundo da rua vivia outro homem rico.
O nosso homem sabia como ele adquiriu o seu próprio dinheiro
e disse para consigo:
Esse homem deve ser tão perverso como eu...
(excerto) in "coros para depois dos assassinatos", edições "quasi"
Tradução de Luis Mestre