23/05/2013

Os mercados no seu esplendor

Estes são os mercados, esses deuses por quem os neo-liberais suspiram, que fazem ajoelhar chefes de estado, de governos, ministros, papas, cardeais e bispos,  os mesmos mercados que compram e vendem a dignidade humana, que escravizam milhões de seres humanos, os mercados da mão de obra barata, dos casinos financeiros, das fábricas de armamento, da morte, os mercados do regresso do homem ao útero da besta para renascer só carne, força e alimento dos eleitos, dos homúnculos e demiurgos disfarçados de humaníssimos trajes elaborados de esterco, de lixo, de merda tóxica e destrutiva...