05/12/2012

Fuga à vulgaridade - de Bach a música, de Casals - dedos, sensibilidade, de Eugénio a poesia. Que melhor maneira de acabar o dia?


Nada podeis contra o amor.
Contra a cor da folhagem, 
contra a carícia da espuma,
contra a luz, nada podeis.

Podeis dar-nos a morte,
a mais vil, isso podeis
- e é tão pouco.

(Eugénio de Andrade)