29/09/2012

Hoje, lá estaremos...




 Acorda
O teu ombro já não espera
E traduz essa palavra
Que me olha

E é assim que o povo resiste
É lutando que a vida insiste

Sono sem sonho
Medo sem coragem
Somos barco á vela
Livres na viagem

E é assim que o povo resiste
É lutando que a vida insiste
E é gritando sobre o asfalto
Que a nossa voz fala mais alto

E é assim que o povo resiste
É lutando que a vida insiste
E é gritando sobre o asfalto
Que a nossa voz fala mais alto

Acorda
O teu ombro já não espera
E traduz essa palavra
Que me olha